Comments System

Ela é mineira, colorada fanática e blogueira do Inter



Jéssica é jornalista e escreve sobre o Inter (Montagem sobre fotos de reprodução / Instagram)
Por Rodrigo Rodrigues — Porto Alegre
@rodrigorodriguesrrv

A Rádio Nacional, veículo estatal carioca da década de 1940, do Estado Novo de Getúlio Vargas, disseminou o futebol Brasil afora. Esta é uma das explicações de a torcida do Flamengo ser a maior do país, por exemplo. No entanto, não são só os clubes do eixo Rio-São Paulo que ostentam torcedores além das fronteiras dos seus estados. O Maior do Sul também.

Em São João del-Rei, distante 185 km da capital Belo Horizonte, em Minas Gerais, existe um caso curioso de uma colorada. Jéssica Loures é apaixonada pelo Inter e tem um blog chamado "Guria das Gerais" para escrever sobre o Maior do Sul. E o amor pelo Clube do Povo surgiu de forma completamente repentina.

Jéssica mora em São João del-Rei, mas nasceu em Barbacena, município mineiro na Serra da Mantiqueira. Na infância, não tinha qualquer contato com o Inter ou sequer com o Rio Grande do Sul. Porém, uma fatídica partida colocou o Internacional na sua vida para nunca mais sair.

Semifinal da Copa do Brasil de 2009, Inter e Flamengo. Andrezinho estava prestes a cobrar a falta que colocaria o Internacional na final. Jéssica tinha 14 anos de idade e estava pronta para ir dormir, quando passou na frente do quarto do seu irmão. O guri, chamado Alexandre, falou: “Jéssica, senta aqui e me ajuda a torcer pro Inter fazer um gol”. Ali, tudo mudou na vida da pequena garota mineira.



Ela pouco acompanhava futebol, se assumia torcedora apenas de Copa do Mundo. Entretanto, quando Andrezinho colocou a bola no fundo das redes do assassino goleiro Bruno, brotou um amor pelo Internacional.

Jéssica começou a acompanhar o Colorado, quis saber sobre as informações do Inter e frequentava os debates na escola sobre futebol. Com 24 anos de idade, a mineira colorada é jornalista, fotógrafa, social media e vive um amor intenso pelo Inter, mesmo que distante das margens do Guaíba. 


Conheça um pouco mais de Jéssica Loures:

O seu amor pelo Inter iniciou quando tu fostes ver os minutos finais de Inter x Flamengo, em 2009. Mas seu irmão também é mineiro e colorado?

Meu irmão também se apaixonou pelo Inter, lá em meados de 2000. Ele tinha a influência dos tios a respeito de torcer para Cruzeiro ou Flamengo, mas nunca se sentia completo como torcedor.

Você como não teme a represália das pessoas por já ser identificada com um clube? Não acha que isso fechará portas pra ti?

Nunca tive medo de represálias porque o meu blog sempre teve um intuito muito crítico - criado para dar opiniões sobre o que tinha de errado. Então ninguém nunca me viu como clubista ou algo do tipo, por conta dessa personalidade mais crítica, com mais cobrança ao clube e jogadores.

Explique como foi a ideia de criar o seu blog, quando foi e como é a sua rotina para mantê-lo.


O blog começou em 2010. Eu já tinha vontade de ser jornalista na época e o blog me ajudou muito a desenvolver a escrita, pensamento crítico, periodicidade... Hoje eu não sou uma escritora tão assídua - desde a formatura tenho trabalhado muito e tenho estado sem tempo para dedicar ao blog como fazia antes.


Depois daquele dia do Inter x Flamengo, como foi a evolução do seu amor pelo Inter?

Desde 2009 o amor só cresce. Foram muitos altos e baixos, mas parece se fortalecer cada vez mais. Eu não sou colorada desde criança, nem tive a oportunidade de ser influenciada desde novinha a torcer pelo Inter - aconteceu quando eu já era adolescente. Mas mesmo assim, sinto que esse amor e essa devoção já nasceram comigo.



Jéssica em visita ao Beira-Rio (Reprodução / Guria das Gerais)
Você tem fotos no Beira-Rio. Quando foi a Porto Alegre?O que achou do estádio, das pessoas, da cidade?

Deus quis que eu fosse a Porto Alegre pela primeira vez no pior momento do clube - a série B. E aquilo foi mágico - ver a torcida toda de perto foi maravilhoso. Me senti parte daquilo tudo e fui muito bem recebida por todos. A cidade é muito bonita, as pessoas são muito acolhedoras e o Beira-Rio é o que é: inacreditavelmente lindo.

As pessoas estranham que uma mineira sem qualquer ligação com o RS seja torcedora do Inter?

Muita gente acha estranho, mas se encantam muito com a minha história. Vez ou outra eu enfrento comentários como "colorado tem que ser gaúcho" ou coisa do tipo. Mas só do Inter ser o clube que tem o maior número de consulados espalhados pelo país, já me sinto apoiada.

Redes Sociais:


Facebook: Jéssica Loures;

Twitter: @jessloures;

Instagram: @jessloures



ATENÇÃO:

  • Quer ficar informado sobre o Colorado 24h por dia? Entre no grupo do Resistência Colorada e tenha as informações na palma de sua mão.

    Clique aqui e entre com seu WhatsApp.

    O grupo não é aberto para debates.

Nenhum comentário