Comments System

A recomendação da Fifa ruim para o Inter e boa para o Grêmio


Inter ainda almeja disputar o Mundial (Foto: Divulgação / Fifa)
Colorado ainda almeja disputar o Mundial
(Foto: Divulgação / Fifa)
Por Rodrigo Rodrigues — Porto Alegre
@rodrigorodriguesrrv

O Internacional acordou com uma má notícia vinda da Fifa na manhã dessa terça-feira (5). A entidade máxima do futebol se posicionou em conformidade com a CBF na pauta da Supercopa da Libertadores, que daria duas vagas para o novo Mundial de Clubes de 2021, com 24 participantes e uma edição a cada quatro anos.

A América do Sul terá seis participantes no Mundial. A ideia da Conmebol é realizar a Supercopa dos Campeões entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021. Todos os campeões da história da Libertadores, logicamente com o Inter dentro, participariam e duelariam por duas vagas. As outras quatro seriam para os campeões da Libertadores e Sul-Americana de 2019 e 2020.

Com a Supercopa fora da pauta, os campeões da Libertadores de 2017, 2018, 2019 e 2020 seriam os classificados. O Grêmio, portanto, estaria dentro do Mundial. As outras duas vagas seriam conhecidas via playoff com os campeões da Sul-Americana de 2017 a 2020.

A CBF não quer a Supercopa por alegar não ter calendário. Agora, com a posição da Fifa favorável, a ideia da entidade brasileira fica mais forte, mesmo que não seja uma ordem da Fifa mas sim uma recomendação.


A Conmebol quer realizar a competição por motivos comerciais. Seria uma glamourosa disputa, com todos os campeões, uma vitrine excelente para vender direitos de transmissão e espaços publicitários. A decisão, que será definida pelo Conselho da entidade, deve ser divulgada no início de 2020.



ATENÇÃO:

  • Quer ficar informado sobre o Colorado 24h por dia? Entre no grupo do Resistência Colorada e tenha as informações na palma de sua mão.

    Clique aqui e entre com seu WhatsApp.

    O grupo não é aberto para debates.

Nenhum comentário