Comments System

Caetano responde interesse do Palmeiras


Caetano é alvo do Palmeiras (Foto: Reprodução)
Caetano é alvo do Palmeiras
(Foto: Reprodução)
No final da noite dessa terça-feira (3) surgiu a notícia de que o executivo do Internacional, Rodrigo Caetano, seria o alvo do Palmeiras, após demissão de Alexandre Mattos. E o profissional do Inter afirmou que está honrado com a especulação.

O Palestra terá reunião com Rodrigo Caetano. Segundo um site da imprensa paulista, o executivo teria sim interesse de figurar de verde na temporada de 2020.

O executivo concedeu entrevista na manhã dessa quarta-feira (4) para a Rádio Grenal. A especulação do Palmeiras foi o ponto principal. Mesmo com o gosto de ter sido ventilado pelos lados do Palestra, Caetano afirmou ter compromisso no Inter.

"Não existiu convite, mas tenho compromisso com o Inter. Estou focado nesse jogo de hoje que será importante para nosso futuro", disse Caetano, e seguiu:

"Me sinto honrado em ser especulado em um clube desse tamanho, que está com grande capacidade de investimento. Isso é pelo meu trabalho aqui no Inter e meu compromisso de futuro é aqui."

Sobre o sucesso do Flamengo. "O clube se planejou pra isso. Participei desse processo por um período. Depois de organizado, você consegue concentrar os recursos em jogadores que realmente fazem a diferença."

O jogo decisivo contra o São Paulo. "O sentimento pra hoje é de confiança, de muita esperança. Será um jogo importante. Há essa possibilidade de atingir uma posição de vaga direta. Os jogadores estão motivados para uma grande partida."



O planejamento para 2020. "Nosso cuidado em não gerar novos passivos, em honrar nossos compromissos, para assim atrair novos jogadores, pessoas que disponibilizem novos ativos ao clube. Vamos ter atenção grande com as categorias de base."

A saída de Roberto Melo e Adauri Silveira do departamento de futebol. "Eles lideraram a reconstrução. Lamento a saída. Mas isso não deve alterar em nada o planejamento. Temos que seguir conforme a gente vinha fazendo."

Saída de Paolo Guerrero: "O Boca não nos procurou oficialmente. Quero crer que não fizeram isso com o jogador. Se procurar, vamos avaliar. Não queremos a saída, a não ser que chegue algo que fuja do controle."

A utilização das categorias de base: "Vamos mantendo a filosofia de ter 30 a 35 atletas vindos da base. Tem todo um processo de amadurecimento. Nunca vamos deixar de dar oportunidade a quem pede espaço."


ATENÇÃO:

  • Quer ficar informado sobre o Colorado 24h por dia? Entre no grupo do Resistência Colorada e tenha as informações na palma de sua mão.

    Clique aqui e entre com seu WhatsApp.

    O grupo não é aberto para debates.

Nenhum comentário