Comments System

Ex-Inter cita comemoração de Maurides: "Coisa de louco"


Jogador se deu mal na comemoração Reprodução
Jogador se deu mal na comemoração
Reprodução
Uma comemoração que teve muito prejuízo ainda é assunto entre os boleiros. O centroavante Maurides em 2013 então no Inter foi comemorar um gol, tentou dar uma cambalhota. Resultado: rompeu os ligamentos do joelho direito (veja vídeo abaixo). E outro ex-Inter comentou sobre o assunto.


Em entrevista à rádio Grenal nessa segunda-feira (23), o ex-atacante do Inter Cassiano brincou que muitas pessoas o confundem com o Maurides e lembrou da fatídica cambalhota.

"Pior que muitas pessoas me confundem com o Maurides e acham que eu fiz aquilo lá (cambalhota+lesão). Eu sou amigo dele, mas aquilo lá foi coisa de louco", brincou o jogador do Boavista, de Portugal.

O atleta de 30 anos relatou que há muitos compatriotas no velho continente. "No nosso time tem 12 brasileiros, e a gente procura sempre tá junto. Os portugueses do clube também são muito gente boa."

Sobre o coronavírus. "Aqui, a situação se agravou um pouco antes do Brasil. Nós estamos sem jogos e sem treinamentos. Há duas semanas, parou tudo. Só podemos sair pra ir no mercado e hospital", concluiu.


Veja a comemoração:




Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Resistência Colorada (@resistenciacolorada) em




VEJA TAMBÉM

Campaz responde torcedor que o chamou para o Inter: "Sim"

Com coronavírus, presidente do Inter diz como se sente

A marca na década que Danilo Fernandes tem e só Renan é superior

Bayer desmente empresário e diz que Aránguiz não renovou contrato

Brasileirão será pontos corridos ou mata-mata? Secretário responde

Ex-Inter responde corneta de internauta: "Passa álcool gel na mente"

Segundo colunista, Caxias e Inter podem fazer final do Gauchão

Uefa posta vídeo e exalta golaço de Guerrero

10 filmes sobre o Inter para assistir na quarentena

São Caetano rebate Inter em rede social

ATENÇÃO:

  • Quer ficar informado sobre o Colorado 24h por dia? Entre no grupo do Resistência Colorada e tenha as informações na palma de sua mão.

    Clique aqui e entre com seu WhatsApp.

    O grupo não é aberto para debates.

Nenhum comentário