Comments System

O maior jogador da história do Inter na opinião de jornalistas


Ídolos vitoriosos do Inter (Montagem sobre fotos de divulgação)
Ídolos vitoriosos do Inter
(Montagem sobre fotos de divulgação)
O maior jogador do Santos é Pelé. Flamengo, Zico. Grêmio, Renato Portaluppi. Não há debate, é consenso. No Inter tal situação é distinta, pelo menos é o que diz a opinião de cinco jornalistas colorados consultados pelo blog Resistência Colorada.

Falcão, Fernandão e D'Alessandro dividem a idolatria. Quem vota no primeiro destaca o expoente técnico dentro das quatro linhas. O segundo colocou o Inter no topo do mundo, enquanto que o último além de ótimo jogador representa o torcedor dentro de campo.

Em questão de títulos, cada um tem a sua importância. Falcão ganhou três Brasileiros, o último do Inter ele ainda estava em campo. D'Alessandro foi protagonista em uma Libertadores, além de uma sequência de títulos internacionais. Já as conquistas de Fernandão não necessitam contextualização.


O maior jogador do Inter na opinião de jornalistas colorados:

Alexandre Ernst - Vozes do Gigante

Eu sei que pediram sobre O maior, mas acho que são OS maiores. Falcão, pela questão do que ele representa na década de 70 e pela mudança de patamar do clube não apenas como expoente técnico e futebol bem jogado no país, mas como um Colorado preocupado com o futuro do clube - veja, por exemplo, a foto dele carregando o carrinho na construção do Beira-Rio.


O outro é Fernandão, pelo destaque que teve no projeto Libertadores e Mundial. Talvez Fernando Carvalho, quando o trouxe, nem imaginava o quanto esse jogador mudaria a história, a postura, o método de trabalho de um grupo que tinha muitos vencedores. Um atleta obcecado por vitória. Por perfeição. Por títulos. Fernandão fez do Inter um clube, realmente, internacional. Todos que chegaram a partir de 2006 precisaram « apenas » trabalhar. Ele sempre destacando que NUNCA sozinho - teve de lutar para amplificar o nome do clube. E conseguiu.

Carlos Lacerda - Rádio Grenal

Fernandão. Acredito que ele foi o marco da virada colorada. Quando Fernando Carvalho foi atrás de nosso eterno capitão queria alguém com espírito vencedor, capitão e capaz de contagiar o clube com alma vencedora. Tudo isso começou a ser mostrado quando o número 9 do colorado estreou no Grenal e subiu mais alto que toda zaga gremista para marcar o gol mil em clássicos. Era um sinal. Com Fernandão o Inter ganhou América, o Mundo e o respeito mundial

Fabrício Carpinejar - Jornal Zero Hora

Falcão. Porque Valdomiro foi o melhor Valdomiro com ele. Porque Mário Sérgio foi o melhor Mário sergio com ele. Porque Escurinho foi a sua melhor versão ao lado dele. Ele, além de conseguir se superar, despertava o melhor de cada um dentro de campo.

Gabri Lemos - Revista Colorada

Bom, para mim há um pódio com os três maiores ídolos do Internacional: Falcão, Fernandão e D'Alessandro. Tenho, inclusive, os autógrafos dos três tatuados no braço. Cada um em sua época deram o Fator X para a grandeza colorada. Falcão foi responsável direto por três títulos nacionais e pela construção de um estádio, Fernandão nos deu a América e o mundo e D'Alessandro manteve o legado com lealdade e garra, sempre defendendo as cores.

Para mim, Fernandão estaria no topo desse pódio. Toda a história do Capitão parece enredo de um filme. Desde a França, onde ele salvou a carreira do Edinho (que em 2006 evitou o gol do Barcelona enquanto o Índio estava fora), até o trágico acidente que fez da figura dele uma eterna estátua, monumento, no Beira-Rio. O gol 1000 na estreia, os discursos no Japão, os mais de 70 gols e o espírito de luta como jogador são marcos únicos. 

Ele sentia o Inter como poucos - prova é que o discurso dele em sua despedida como treinador é a realidade de poucos meses atrás do clube. E para finalizar, o último contato com a torcida colorada antes de sua morte foi no espetáculo "Os Protagonistas" e a frase que fica é: "O Inter é maior que tudo". Isso é ser colorado.

Leandro Behs - Vozes do Gigante

O maior jogador da história do Inter é Fernandão. Se não é o maior craque, e não é mesmo, tem muitos à frente dele, ele é o cara mais importante que elevou o Inter a um nível mundial, primeiro Libertadores, a imagem do capitão erguendo a taça é muito forte.

Foi um líder em campo, fora de campo também. Depois voltou como dirigente e treinador, apesar de uma curta passagem. Um cara que muito pelas palavras dele o CT do Inter foi modernizado. Se o Inter hoje é um time com reconhecimento mundial, muito é por responsabilidade de Fernandão.

Por isso meu voto é nele, é o jogador mais importante, não é o mais craque, tem outros superiores a ele tecnicamente, Falcão, enfim, muitos outros. Mas o mais importante para a história do Inter, para o contexto do clube, é Fernandão.


VEJA TAMBÉM

Ex-Inter cita comemoração de Maurides: "Coisa de louco"

Campaz responde torcedor que o chamou para o Inter: "Sim"

Com coronavírus, presidente do Inter diz como se sente

A marca na década que Danilo Fernandes tem e só Renan é superior

10 filmes sobre o Inter para assistir na quarentena

ATENÇÃO:

  • Quer ficar informado sobre o Colorado 24h por dia? Entre no grupo do Resistência Colorada e tenha as informações na palma de sua mão.

    Clique aqui e entre com seu WhatsApp.

    O grupo não é aberto para debates.

Nenhum comentário